A mudança de papel do contador

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

No atual ambiente de trabalho, os empregados estão lutando para definir suas qualidades  e preocupados com a possibilidade de suas habilidades continuarem relevantes no mercado futuro. A mudança no papel do contador é um exemplo disso.

A profissão contábil e financeira, antes considerada segura, não está imune às tendências atuais de ruptura. Neste estudo da EY e da CPA Austrália, foram analisadas os fatores de mudanças enfrentadas por profissionais de contabilidade de Cingapura, como as funções contábeis estão evoluindo e as lacunas entre os conjuntos de habilidades que os contadores atuais têm e o que o mercado espera que eles possuam no futuro.

Os papéis tradicionais de apontador e custodiante do contador estão sendo superados por novas habilidades que agora estão em maior demanda. Isso inclui ser um consultor de negócios holístico da organização e fornecer informações e valores ao cliente, possibilitados por sua familiaridade com tecnologia, dados e análises.

 

Os motivadores das mudanças

Os avanços no ramo da contabilidade em Cingapura estão profundamente ligados com a economia futura do país. Para permanecerem relevantes, os contadores devem ser capazes de atender às necessidades atuais e antecipar demandas emergentes.

No estudo, os entrevistados foram requisitados a classificar os principais fatores de mudança que teriam o maior impacto na profissão contábil em Cingapura nos próximos 5 a 10 anos. Eles escolheram a disseminação de tecnologias digitais e interrupções no modelo de negócios como o fator de mudança de maior impacto, seguido por maior regulamentação e governança; globalização crescente (como harmonização de padrões e terceirização de serviços de rotina para países de baixo custo); volatilidade e incerteza; e as crescentes expectativas dos acionistas.

Enquanto o mundo está à beira da quarta evolução industrial, as próximas ondas de tecnologia estão prontas para elevar o deslocamento da mão-de-obra a um nível mais alto. Embora isso possa sugerir que o futuro distópico no qual os funcionários, incluindo os contadores, sejam substituídos por robôs, o futuro dos serviços profissionais contábeis habilitados por robôs não é tão sombrio assim.

Em vez disso, espera-se que o setor evolua e adapte-se a interrupções tecnológicas e inconstâncias no sistema de negócios, substituindo tarefas rotineiras e simples, e liberando os contadores para se concentrarem em atividades de maior valor agregado. Profissionais capazes de adotar a tecnologia como um facilitador e um agilizador em seu negócio, podem aproveitá-la para realizar seu trabalho de maneira mais inteligente, segura e rápida.

As mudanças no papel do contador

Foi pedido aos entrevistados suas opiniões sobre os papéis dos profissionais de contabilidade agora e como eles mudariam nos próximos 10 anos. As principais questões foram:

1. Afastando-se do modelo tradicional

A função financeira tradicionalmente se concentra principalmente em relatórios e conformidade, com a maior parte do tempo dedicada ao gerenciamento de transações na contabilidade financeira. Com o avanço da tecnologia, que permite a automação de tarefas simples e rotineiras, as funções tradicionais de finanças, como processamento de transações e tarefas de gravação, estão passando a ser assumidas por sistemas digitais.

Hoje, os profissionais contábeis ainda estão muito envolvidos com contabilidade gerencial, otimização de custos e relatórios, além de regulamentação e conformidade. No entanto, não se espera mais que esses papéis figurem entre os 10 principais em uma década.

2. Tornando-se um parceiro de negócios e um consultor

O futuro profissional de contabilidade precisa sair das sombras do back-office e se tornar um consultor de negócios holístico para os clientes. A função de consultor de negócios se tornará mais crítica. O contador precisa, posicionado de forma única em virtude de ter acesso a dados e análises relevantes, precisa se concentrar nos problemas e oportunidades que são mais importantes para os negócios.

Obs.: Para entender um pouco mais sobre o Contador com posicionamento de Consultor alinha a muita tecnologia leia nosso artigo que fala sobre Contabilidade TouchTech

O papel do profissional contábil é fazer parcerias com operações e gerenciamento para fornecer suporte e análise “em tempo real”, ser um consultor confiável e agregar valor, fornecendo informações aos tomadores de decisão.

Isso pode significar:

  • Colaborar com a equipe de fusões e aquisições para avaliar aquisições, alianças e investimentos;
  • Estabelecer parceria com a equipe de operações para revisar processos, monitorar e controlar custos;
  • Apoiar a unidade de negócios para esclarecer como os principais indicadores de desempenho são calculados, ou como as taxas de troca são gerenciadas;
  • Ajudar a equipe de vendas a avaliar o impacto financeiro nas promoções ou preços de vendas.
  • Elaborar um planejamento tributário para orientar o empresário na tomada de decisão

3. Assumindo novos papéis

Como vimos, novas funções estão ganhando destaque: especialistas em tecnologia e dados, gerentes de mudança e contadores de histórias, não só de números, entrarão nas fileiras daqui uma década.

O valor dos profissionais de contabilidade para fornecer informações detalhadas como parceiro e consultor de negócios seria aprimorado porque eles estão familiarizados com tecnologia, dados e análises para interpretar os dados brutos e comunicá-los claramente aos usuários fora da função financeira para a tomada de decisões.

 

Mudanças no papel dos profissionais de Contabilidade. Fonte: Ernst & Young Global Limited

Habilidades: agora e no futuro e a mudança no papel do contador

O papel em evolução do contador exige novos conjuntos de habilidades. Claramente, é preciso mais do que meras habilidades técnicas para permanecerem relevantes nas organizações.

As principais habilidades necessárias incluem:

1. Pensamento estratégico – a habilidade mais importante agora e no futuro

A habilidade mais importante que os profissionais de contabilidade precisam possuir agora e daqui 10 anos é o pensamento estratégico. O pensamento estratégico abrange estar ciente das mudanças que acontecem nos negócios e no ambiente regulatório em que seus negócios ou organização operam, pensando no impacto dessas mudanças no futuro e formulando maneiras de lidar com elas.

Isso significa que os contadores precisam ter uma visão de futuro, conseguir identificar problemas e fazer as perguntas certas, a fim de encontrar as soluções certas para seus clientes. Eles devem ser capazes de “ligar os pontos” e aplicar um certo grau de desconexão emocional para manter o foco no quadro geral.

2. Parceiro de negócios e consultor – maior colaboração prevista

Como os contadores estão sendo cada vez mais solicitados a serem parceiros de negócios e consultores de outras funções em suas organizações, além da capacidade de pensar estrategicamente, eles também precisam de várias habilidades importantes. Isso inclui perspicácia nos negócios, liderança, comunicação e influência, além de análise e consultoria.

3. Habilidades tecnológicas – ganhando destaque

As habilidades tecnológicas, como tecnologia informacional e digital, habilidades de segurança de redes e informações e gerenciamento de informações em áreas como análise estatística e mineração de dados, estão ganhando destaque.

As tecnologias digitais, incluindo análise de dados, blockchain e automação de processos robóticos, podem ajudar a função financeira a agregar significativamente mais valor aos negócios em velocidades muito mais rápidas do que hoje. Isso pode acontecer cada vez mais em tempo real, a um custo bastante reduzido, com níveis mais altos de controle automatizado.

4. Habilidades de gerenciamento de riscos – uma anomalia

Curiosamente, as habilidades de gerenciamento de riscos não foram muito destacadas na pesquisa. De fato, o gerenciamento de riscos não ficou entre as 10 habilidades escolhidas pelos entrevistados.

Uma possível razão para essa anomalia é que, para organizações maiores, geralmente existe uma função de auditoria interna ou de risco separada para lidar com questões de gerenciamento de riscos. Para as empresas menores e menos complexas, essa é uma área cuidada pela gerência – proprietária ou terceirizada para profissionais. Como tal, a função financeira não vê o gerenciamento de riscos como parte do seu papel.

Quais habilidades você mais necessita? Fonte: Ernst & Young Global Limited

Avaliando a preparação e os inibidores

Os resultados da pesquisa encontraram várias tendências preocupantes.

Quase 8 em 10 entrevistados disseram que não estão equipados com as habilidades necessárias para atender às demandas do ramo em 10 anos. Isso exige uma necessidade urgente de profissionais de contabilidade que se capacitem e se equipem para continuarem relevantes.

6 em 10 entrevistados consideraram o currículo atual oferecido pelas instituições de educação e pelos órgãos profissionais insuficientes para desenvolver habilidades para o futuro. Um número semelhante disse que suas organizações não estão ajudando.

Alimentando o potencial de uma força de trabalho altamente qualificada

Embora as máquinas permitam a inovação digital, o principal fator de inovação são as pessoas – o ativo mais crítico para as organizações. O que então pode ser feito para ajudá-los a estarem preparadas para o futuro?

Órgãos profissionais, instituições educacionais e governo podem ajudar, infundindo tecnologia no currículo contábil ou introduzindo cursos sobre habilidades adjacentes, para que eles possam aprimorar suas qualificações.

As empresas podem auxiliar a identificar tendências em ascensão que atingem seus setores e constantemente crescem e capacitam seus funcionários para navegarem por essas mudanças.

Ao mesmo tempo, os funcionários precisam realizar educação e treinamento contínuos para fortalecer sua empregabilidade à medida que a economia se transforma.

 

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    tipos de notas fiscais

    Tipos de notas fiscais do Brasil

    Toda empresa,que preste serviços ou realize venda de mercadorias, deve emitir nota fiscal desses serviços ou produtos vendidos. E para emitir essa comprovação, existem vários