Anexos do Simples Nacional

Você já ouviu falar sobre os anexos do Simples Nacional? Sabe do que se trata? Pois nesse artigo vamos lhe ajudar a entender melhor, para que fique bem informado sobre as ultimas atualizações.

 

Mas e o que é o Simples Nacional?

Simples Nacional é um dos principais regimes tributários para empresas que estão começando agora no mundo corporativo. Ele engloba arrecadações e cobranças, fiscaliza tributos de micro e pequenas empresas.  Existem outros regimes tributários, como por exemplo, o de Lucro Presumido e Lucro Real.

Essa nova proposta de tributação surgiu para simplificar o recolhimento de impostos e , consequentemente, as declarações.

Por ter inúmeras vantagens, ele passou a ser o regime mais buscado pelos empreendedores.  No entanto, já que se pretende fazer a opção pelo Simples Nacional ou se já optou, então é importante conhecer  o sistema com todos os seus anexos.

O que são anexos do Simples Nacional?

O nosso sistema tributário ainda é bem complexo, e justamente por isso o Simples Nacional foi criado em 2006. No entanto era preciso criar condições de enquadramento para a grande diversidade de negócios, tanto de serviço quanto de comércio. Por terem natureza operacional diferente, também os impostos a serem pagos são diferentes, de acordo a natureza e o tamanho do negócio.

Ao buscar o registro do CNPJ, o empreendedor buscará  seu código de identificação junto a tabela do Simples Nacional e a partir dessa definição ele saberá qual anexo terá que se enquadrar e seguir cumprindo as obrigações tributárias.

Por causa dessa diversidade o Simples Nacional passou a ser composto por 5 anexos, ou tabelas, onde cada um possui faixas de alíquotas diferentes.

E o que são as alíquotas?

Entendamos como alíquota o valor que se paga por determinado imposto. Esse valor l de pode ser definido por um percentual ou um valor fixo. Por exemplo: um percentual de 5% do seu faturamento mensal ou R$ 38,00 ao mês independente do faturamento, tal qual acontece com o MEI.

E para saber qual a alíquota definida para seu negócio é preciso saber em qual anexo sua empresa se encaixa, de acordo o código de enquadramento e segmento de mercado. Ou seja, seja seu negócio um comércio ou prestação de serviços, os anexos influenciam diretamente na tributação que terá que recolher.

Quais são os anexos do Simples Nacional

  • Até 2017

Antigamente, até final de 2017, existiam  6 anexos do Simples Nacional:

Anexo I – atividades do Comércio

Anexo II – Atividades da Indústria

Anexo III, IV, V e VI – Prestadores de Serviços.

  • A partir de 2018

A partir de 2018 foi extinto o anexo VI e as atividades passaram para o anexo V. Com isso passou a existir um desconto fixo para cada faixa de faturamento.

Anexo I – empresas de comércio

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota valor recolhido
Até R$ 180.000,00 4% 0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00 7,3% R$ 5.940,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,00 9,5% R$ 13.860,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,00 10,7% R$ 22.500,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,00 14,3% R$ 87.300,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,00 19% R$ 378.000,00

 

Anexo II – fábricas/indústrias e empresas industriais

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota valor recolhido
Até R$ 180.000,00 4,5% 0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00 7,8% R$ 5.940,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,00 10% R$ 13.860,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,00 11,2% R$ 22.500,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ R$ 3.600.000,00 14,7% R$ 85.500,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,00 30% R$ 720.000,00

 Anexo III – empresas que oferecem serviços de instalação, de reparos e de manutenção, agências de viagens, escritórios de contabilidade, academias, laboratórios, empresas de medicina e  odontologia.

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota valor recolhido
Até R$ 180.000,00 6% 0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00 11,2% R$ 9.360,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,00 13,5% R$ 17.640,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,00 16% R$ 35.640,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,00 21% R$ 125.640,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,00 33% R$ 648.000,00

Anexo IV – empresas que fornecem serviço de limpeza, vigilância, obras, construção de imóveis, serviços advocatícios.

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota Quanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,00 4,5% 0
De R$ 180.000,01 a R$ 360.000,00 9% R$ 8.100,00
De R$ 360.000,01 a R$ 720.000,00 10,2% R$ 12.420,00
De R$ 720.000,01 a R$ 1.800.000,00 14% R$ 39.780,00
De R$ 1.800.000,01 a R$ 3.600.000,00 22% R$ 183.780,00
De R$ 3.600.000,01 a R$ 4.800.000,00 33% R$ 828.000,00

Anexo V – empresas que fornecem serviço de auditoria, jornalismo, tecnologia, publicidade, engenharia, outros.

Receita Bruta Total em 12 meses Alíquota Quanto descontar do valor recolhido
Até R$ 180.000,00 15,5% 0
De 180.000,01 a 360.000,00 18% R$ 4.500,00
De 360.000,01 a 720.000,00 19,5% R$ 9.900,00
De 720.000,01 a 1.800.000,00 20,5% R$ 17.100,00
De 1.800.000,01 a 3.600.000,00 23% R$ 62.100,00
De 3.600.000,01 a 4.800.000,00 30,50% R$ 540.000,00

Gostou do nosso conteúdo? Fica ligado aqui no blog e fique atualizado sobre contabilidade, impostos, empreendedorismo, e muito mais.

Comentários