Diferenças entre MEI e Empresário Individual – Você sabe quais são?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Ao decidir abrir uma empresa de maneira individual, você como empreendedor, poderá optar por dois tipos de enquadramento: o MEI (microempreendedor individual) e o Empresário Individual (EI).

Porém, antes de escolher uma dessas duas opções, é importante você entender quais são as principais diferenças entre elas, para que a sua decisão seja tomada de maneira consciente e assertiva. 

Mesmo com o auxílio de um contador, é muito importante que a sua empresa tenha um enquadramento correto para evitar problemas no longo prazo.

Agora, se você quer entender melhor todos as diferenças e características em torno do MEI e EI, a Facilite preparou este conteúdo para te ajudar neste processo.

O que é MEI?

O microempreendedor individual (MEI) é o registro oficial para profissionais autônomos ou para quem já conduz um negócio sozinho. 

Criada pelo Governo Federal em 2008, o objetivo da MEI é o de enquadrar profissionais que exercem suas atividades de maneira informal, garantindo vantagens fiscais e benefícios específicos. 

Para ser enquadrado como MEI, seu negócio precisa ter um rendimento fixo anual de até R$ 81.000,00.

Entretanto, antes de fazer o seu registro como microempreendedor individual, é necessário verificar se a sua atividade comercial pode ser exercida através da MEI.

 

A MEI é indicada para que tipo de negócio?

A MEI é indicada para quem trabalha de maneira informal e deseja dar os primeiros passos no universo empresarial e oferecer maior autonomia de crescimento profissional para pessoas que exercem atividades que, geralmente, costumam passar pela informalidade. 

Além disso, a MEI possui diversas características que definem o negócio de maneira bastante específica. 

Primeiramente, o microempreendedor individual não pode ter sócios e contar com apenas um colaborador em seu quadro de funcionários. 

Para quem está começando um negócio, esse enquadramento empresarial também costuma ser o mais recomendado. Afinal, além de ser o mais acessível financeiramente em relação a taxas e impostos, oferece maior segurança e estabilidade para os profissionais e empreendedores.

 

Benefícios da MEI

Através da profissionalização do seu negócio, você consegue ter acesso a diversos benefícios destinados à pessoa jurídica e também para você como pessoa física.

Confira abaixo algumas das vantagens de se tornar MEI:

  • Linha de crédito especial para pessoa jurídica;
  • Capital de giro com juros reduzidos;
  • Auxílio emergencial;
  • Auxílio maternidade;
  • Contribuição para o INSS;
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Salário maternidade;
  • Auxílio doença;
  • Pensão por morte.

 

Como abrir uma MEI

Para abrir sua MEI, é necessário reunir uma série de documentações e fazer o seu registro no Portal do Empreendedor.

Em caso de dúvidas, confira aqui como abrir sua MEI.

 

O que é o Empreendedor Individual?

Já o empresário individual (EI), foi desenvolvido para quem utiliza seu próprio nome como marca ou como referência para prestação de serviço específica. Basicamente, é uma pessoa física atuando como titular da empresa.

Ideal para pequenos empresários que atuam de maneira individual em seus próprios negócios, esse acaba sendo o próximo passo do empreendedor que costuma dar os primeiros passos no universo empresarial.

Para ser enquadrado como EI, é importante que o seu negócio tenha um faturamento anual de até R$ 360.000,00 como micro empresa (ME) e até R$ 3,6 milhões como empresa de pequeno porte (EPP)

 

A EI é indicada para que tipo de negócio?

Porém, algumas características acabam diferenciando o empreendedor individual. Caso a sua profissão já seja regulamentada por algum órgão, ela não poderá ser constituída no enquadramento de empresário Individual (EI).

Portanto, se você tem uma profissão relacionada a áreas como engenharia, arquitetura, direito, entre outras, a melhor opção, talvez, seja migrar sua empresa para o formato EIRELI. Para conferir a lista com todas as profissões regulamentadas, basta clicar aqui

Outro ponto a ser mencionado, é que o capital do empreendedor pode ser comprometido em caso de processos ou trâmites judiciais. Isso significa que, caso a empresa possua dívidas e não tenha como pagá-las, o seu patrimônio pessoal será diretamente afetado neste processo.

 

Benefícios do EI

Quando seu CNPJ passar para empreendedor individual, certamente você também terá acesso a produtos diferenciados e benefícios específicos, como:

  • Amparo jurídico;
  • Apoio de ilimitados colaboradores trabalhando em sua empresa;
  • Crescimento constante;

 

Como abrir uma EI?

Para que você consiga abrir uma empresa como empresário individual (EI), é necessário, primeiramente, contar com o apoio de um contador para preparar a documentação e dar entrada nos processos específicos. 

Agora, se você quiser entender um pouco melhor sobre como abrir uma EI, basta clicar aqui.

 

MEI ou EI – Qual a melhor?

Como pudemos acompanhar ao longo deste conteúdo, apesar de bastante semelhantes, a MEI e a EI possuem características diferentes entre elas. 

Além de avaliar qual a maturidade do seu negócio no momento em que decidir ter um CNPJ, é importante levantar questões como:

  • Que tipo de estrutura vou precisar para manter o negócio?;
  • Qual o budget que tenho no momento?;
  • Qual a média de faturamento que ou pretendo ter ao longo de X meses?.

 

Com essas questões em mente, você certamente conseguirá definir qual o melhor modelo de negócio para a sua empresa: tornar-se microempreendedor individual ou empresário individual

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    abrir um CNPJ de forma gratuita

    Como abrir um CNPJ de forma gratuita?

    Como abrir um CNPJ de forma gratuita?  Está precisando abrir um CNPJ de forma gratuita? Então, temos algumas informações importantes que pode lhe ajudar nesse