O contabilista e o contador são profissionais diferentes e não são sinônimos de uma mesma função. Pelo contrário, ambos têm características próprias e as semelhanças não vão muito além do nome.

Ainda assim, muitas pessoas se confundem sobre quais as funções de cada um e não sabe falar todas as diferenças entre os dois profissionais.

Por isso, a Facilite preparou este conteúdo para falar das diferenças entre contabilista e contador, o que cada um deles faz e quando é a hora de procurá-los.

O que é um contabilista?

O contabilista é o profissional de Ciências Contábeis em seus mais variados graus de conhecimento, podendo ser um auxiliar, técnico ou bacharel.

Em geral, pode ser classificado como um contabilista todo e qualquer profissional que atua na área da contabilidade. No entanto, algo que causa bastante confusão é o emprego errado do termo, usado geralmente para classificar apenas estudantes de nível técnico.

Com objetivo de diminuir a colocação errada da palavra, o Conselho Federal de Contabilidade recomendou a substituição de contabilista por profissional da contabilidade. Desta forma, a classificação fica mais generalista e auto explicativa.

Qual as atividades do contabilista?

O artigo 25 do Decreto nº 9.295/46 classifica o que é responsabilidade do profissional contabilista. Entre elas estão:

  • Organização de finanças;
  • Execução de serviços contábeis;
  • Escrituração de livros contábeis obrigatórios;
  • Levantamento de balanços e demonstrações;
  • Revisão de balanços;
  • Verificação e revisão permanente ou periódica;
  • Regulações judiciais e extrajudiciais;
  • Assistência contábil.

O que é um contador?

O contador é o profissional formado em Ciências Contábeis. Ao contrário do contabilista, ele é indicado para solucionar serviços fiscais muito mais complexos e lidar com uma carga maior de fluxo de caixa.

Fora o diploma, para se identificar um contador basta solicitar o registro da pessoa junto ao Conselho Regional de Contabilidade (CRC), documento esse dado apenas aos profissionais diplomados.

Outra característica do contador é sua maior variedade de áreas para atuação. Em geral, este profissional é ideal para resolver questões mais difíceis de serem solucionadas, como controladoria de bens, auditorias, apurações de alíquotas, enquadramento tributário e relatórios contábeis.

 

Quais as atividades do contador?

Além das mesmas tarefas do contabilista, a Resolução nº 560/83 reforça que o contador tem tarefas exclusivas e entre elas estão:

  • Análise de custos e despesas, em qualquer modalidade, em relação a quaisquer funções como a produção, administração, distribuição, transporte, comercialização, exportação, publicidade.

Bem como a análise com vistas à racionalização das operações e do uso de equipamentos e materiais, e ainda a otimização do resultado diante do grau de ocupação ou do volume de operações;

  • Análise de custos com vistas ao estabelecimento dos preços de venda de mercadorias, produtos ou serviços, bem como de tarifas nos serviços públicos, e a comprovação dos reflexos dos aumentos de custos nos preços de venda, diante de órgãos governamentais;
  • Concepção dos planos de determinação das taxas de depreciação e exaustão dos bens materiais e dos de amortização dos valores imateriais, inclusive de valores diferidos;
  • Reavaliações e medição dos efeitos das variações do poder aquisitivo da moeda sobre o patrimônio e o resultado periódico de quaisquer entidades;
  • Avaliação de acervos patrimoniais e verificação de haveres e obrigações, para quaisquer finalidades, inclusive de natureza fiscal; 
  • Avaliação do desempenho das entidades e exame das causas de insolvência ou incapacidade de geração de resultado;
  • Determinação de capacidade econômico-financeira das entidades, inclusive nos conflitos trabalhistas e de tarifa;
  • Controle, avaliação e estudo da gestão econômica, financeira e patrimonial das empresas e demais entidades;
  • Revisões de balanços, contas ou quaisquer demonstrações ou registros contábeis; 
  • Regulações judiciais ou extrajudiciais, de avarias grossas ou comuns; 
  • Apuração do valor patrimonial de participações, quotas ou ações; 
  • Auditoria interna e operacional, ou externa independente; 
  • Perícias contábeis, judiciais e extrajudiciais;
  • Análise do comportamento das receitas; 
  • Análise das variações orçamentárias;
  • Avaliação dos fundos de comércio, dentre outras.

 

Diferença entre contabilista e contador

O diploma é a diferença entre contabilista e contador. Fora isso, há também as atividades exclusiva que apenas os contadores podem realizar, que vimos no tópico anterior.

Além disso, Os profissionais contabilistas são todas as pessoas que atuam no segmento contábil, já os contadores são profissionais formados em Ciências Contábeis.

A partir do diploma, as diferenças ficam ainda mais claras, já que nem todo profissional pode realizar determinadas funções, como é o caso da perícia contábil, judicial ou extrajudicial, podendo ser feita apenas por contadores.

 

Qual eu devo contratar?

Porém, caso você tenha um problema de baixa complexidade, o ideal é procurar por um contabilista. Em geral, tarefas simples que envolvam o CPF, não demandam a procura por um contador profissional.

Por outro lado, caso o seu problema envolve a sua empresa ou uma complexidade fora do comum, o ideal é procurar pelos serviços de um contador.

Felizmente, a Facilite é uma plataforma contábil e reúne vários contadores nas mais variadas cidades do País. Por isso, caso queira saber como achar um contador, basta clicar aqui para encontrar o melhor profissional para o seu segmento.

Comentários