O que é e-Financeira?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Quais A e-Financeira foi criada através da Instrução Normativa nº 1.571/2015 publicada no Diário Oficial no dia 3 de julho de 2015.

Essa é uma nova obrigação acessória que exige a apresentação de saldos de contas correntes, movimentações de resgate, rendimentos, poupanças, entre outras informações financeiras.

E foi idealizada para substituir a DIMOF e também atender às regulamentações do acordo Internacional FATCA.

Por que a e-Financeira é obrigatória?

Abaixo vamos listar algumas das empreas obrigadas a apresentar a e-Financeira:

  • Estão autorizadas a estruturar e comercializar planos de benefícios de previdência complementar;
  • Aquelas autorizadas a instituir e administrar Fundos de Aposentadoria Programada Individual (Fapi);
  • E também aquelas que tenham como principal atividade acessória a captação, intermediação ou aplicação de recursos financeiros próprios ou de terceiros que inclui as operações de consórcio, em moeda nacional ou estrangeira, ou a custódia de valor de propriedade de terceiros.

E além das empresas citadas acima também foram inclusas através do Artigo 4º, em seu  § 1º as sociedades seguradoras autorizadas a estruturar e comercializar planos de seguros de pessoas, como:

  • Banco Central do Brasil (Bacen);
  • Comissão de Valores Mobiliários (CVM);
  • Superintendência de Seguros Privados (Susep);
  • Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

Quais são as informações a serem enviadas na e-Financeira?

As informações que precisam ser transmitidas são essas abaixo:

  • Saldo no último dia útil do ano de qualquer conta de depósito, inclusive de poupança;
  • Saldo no último dia útil do ano de cada aplicação financeira;
  • Rendimentos brutos, acumulados anualmente, mês a mês, por aplicações financeiras no decorrer do ano;
  • Aquisições de moeda estrangeira;
  • Transferências de moeda e de outros valores para o exterior.

Multa pela falta de entrega da e-Financeira

Então, a pessoa jurídica que não entregar a e-Financeira, ou apresentar com incorreções ou omissões de informações sofrerá aplicação das multas previstas conforme abaixo:

 

Gostou do nosso artigo? A sua empresa está em dias com a e-Financeira?

Se precisar de ajuda, entre em contato conosco!
Basta preencher o formulário abaixo que logo um dos nossos especialistas entraram em contato

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    rotinas básicas

    Rotinas básicas da contabilidade

    Com as grandes demandas dos escritórios de contabilidade, e uma quantidade enorme de processos e obrigações que devem ser entregues, é importante ter uma maior