Balanço Patrimonial: o que é e como fazer

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Balanço Patrimonial: o que é e como fazer

Todas as empresas, incluindo as do Simples Nacional, com exceção das que se enquadram como MEI, são obrigadas por lei a prestar contas sobre seu crescimento patrimonial ao Estado, e o Balanço Patrimonial é um dos documentos obrigatórios.

 

Mas o que é Balanço Patrimonial?

Balanço Patrimonial é um relatório contábil de determinado período, que detalha e comprova a real situação financeira e patrimonial de uma empresa, e é portanto, uma parte fundamental da análise financeira.

É necessária uma apuração criteriosa sobre gastos, créditos e saldos da empresa para incluir nesse demonstrativo e assim, se torna possível analisar esses dados de forma objetiva.

E assim, fazer um prognóstico sobre os prováveis lucros, investimentos futuros da empresa e uma administração mais assertiva com relação aos negócios. 

Vamos esclarecer os conceitos contábeis de ativos, passivos e patrimônio líquido, antes de descrever como deve ser feito o balanço. Vejamos abaixo.

 

Ativos

São todos os bens e direitos da empresa, ou seja, tudo que ela possui que pode se tornar rendimento de alguma maneira.

Os ativos podem ser máquinas, equipamentos, e também recursos que não são físicos, como aplicações financeiras, investimentos, entre outros.

 

Passivos

São todas as dívidas e obrigações da empresa. As dívidas se referem a empréstimos, pagamento de fornecedores, e as obrigações são os pagamentos a funcionários, impostos e tudo que não é seu bem, mas está em seu poder.

Patrimônio Líquido

Patrimônio Líquido é o valor de capital que a empresa tem em caixa efetivamente, é a diferença entre os ativos e os passivos, e o melhor para a empresa é que esse capital seja sempre positivo e cresça gradativamente.

E, o indicado é que o número de ativos seja superior ao de passivos, um exemplo simples é se uma empresa tem os ativos no valor de R$100 mil, e os passivos de R$30 mil, o patrimônio líquido vai ser R$70 mil, um valor de diferença satisfatório.

Inscreva-se no canal para mais conteúdos sobre Contabilidade e Empreendedorismo!

 

Como fazer um balanço patrimonial?

O relatório deve ser feito com todas as informações sobre os ativos, os passivos do negócio, bem detalhados e organizados separadamente em colunas, para fácil visualização dos dados.

Todas as informações devem constar em livro diário, para comprovação dos dados contábeis, facilitando assim a confirmação da situação financeira geral da empresa.

No topo do relatório ficam os dados de nome da empresa e data do levantamento. Do lado esquerdo são descritos os ativos, e do direito os passivos.

Os valores vão ser ordenados de forma decrescente, ou seja,  tem que estar listados de acordo com as datas de liquidez. Sendo assim, os que tem data de recebimento mais recentes, são posicionados no início do relatório.

Para conferir se o balanço está correto, é necessário verificar se os valores de ativos estão iguais aos de passivos. E isso ocorre quando é feito um acompanhamento acurado da movimentação contábil da empresa.

 

Quando deve ser feito?

O relatório deve ser realizado anualmente, esse é o  prazo obrigatório de apresentação dos resultados ao Estado. Dessa forma,  o envio é feito ao final do ano de exercício, tal como o Imposto de Renda.

Porém, não há impedimento para que seja realizado em outros períodos, a fim de avaliar a situação da empresa para alcançar alguns objetivos.

 

Balanço Patrimonial e DRE

A Demonstração de Resultado de Exercício, DRE na Contabilidade, é um relatório que vai auxiliar o Balanço Patrimonial, pois fornece informações detalhadas sobre as operações da empresa e evidencia seu desempenho, mostrando se houve lucro ou prejuízo.

 

Objetivos do Balanço 

O relatório além de ser obrigatório, é uma ferramenta de análise contábil. E com ele, podem ser apurados vários fatores do negócio, como seu grau de dívidas, fontes e trajetos de recursos, liquidez, rentabilidade, seu comportamento financeiro.

Essa ferramenta pode ser muito útil nos planejamentos estratégico e tributário, orientando as decisões financeiras para resultados mais objetivos que podem resultar em uma maior oportunidade de atrair investidores.

Por se tratar de um relatório detalhado, e essencial para a análise financeira da empresa, é necessário contar com o apoio de profissionais qualificados. Entre em contato com um de nossos especialistas.

 

Ficou com dúvidas? Fale com a Facilite!

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    rotinas básicas

    Rotinas básicas da contabilidade

    Com as grandes demandas dos escritórios de contabilidade, e uma quantidade enorme de processos e obrigações que devem ser entregues, é importante ter uma maior