Empreendedorismo Feminino

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Empreendedorismo Feminino

O empreendedorismo feminino é, certamente, um movimento que merece destaque nos dias de hoje. Mulheres do Brasil e do mundo têm apresentado muitos projetos empreendedores, com bastante inovação e capacidade.

Nesse artigo vamos falar um pouco sobre esse tema.

O que é empreendedorismo?

Antes de tudo, entenda empreendedorismo como um movimento voltado para a criação de um novo negócio ou a renovação de um já existente.

Faz parte desse processo a identificação de oportunidades, bem como a capacidade de perceber e resolver problemas. Afinal, empreender não é apenas abrir empresa, mas também a capacidade criativa de identificar necessidades do mercado, ou seja, as “dores” do consumidor e oferecer soluções.

Empreendedorismo Feminino

O empreendedorismo feminino não é diferente do conceito geral, no entanto, vale ressaltar o crescimento do número de mulheres que optaram por empreender, nesses últimos anos.

A mulher profissional já é algo consolidado e faz tempo. No entanto, a busca por empreender, ou seja, montar seu próprio negócio vem crescendo bastante.

Segundo dados do SEBRAE, grande parte de microempreendedores individuais (MEI) são mulheres. Principalmente quando se trata do mercado de moda, beleza e alimentação.

Inclusive, com o advento da pandemia, onde o mercado de trabalho foi bem afetado, muitas donas de casa e mães de família precisaram buscar solução para sustentar suas famílias ou aumentar a renda familiar.

Empreendedorismo Feminino impactando realidades

Primeiramente acontece o impacto econômico, uma vez que o empreendedorismo feminino contribui para a geração de emprego e renda. Afinal quanto mais pessoas estiverem empreendendo, mais a economia cresce. E para isso, não contam apenas as grandes empresas. Pode ser um salão de beleza nos fundos de casa, a venda de produtos artesanais, fornecimento de serviços técnicos ou intelectuais. Movimentos desse tipo geram emprego, elevam a renda média e melhoram a qualidade de vida das famílias.

Contudo, vale lembrar o impacto nas relações sociais. Afinal, quando a mulher se torna independente financeiramente ela ganha autonomia nas suas decisões e escolhas. Consequentemente ela pode por fim aos relacionamentos abusivos e assumir as rédeas de sua vida.

Enfrentando desafios

Empreender gera muitos desafios. Portanto, não seria diferente para o empreendedorismo feminino. No entanto, existem alguns desafios a mais para as mulheres empreendedoras:

  • Dupla jornada

Muitas mulheres que estão no mundo dos negócios são também mães e donas de casa. Logo, a jornada passa a ser dupla ou até mesmo tripla. Isso porque além de gerenciar seu negócio ela também é responsável pela criação dos filhos e administração da casa. Claro que estamos falando aqui das mulheres que não têm um relacionamento afetivo com quem compartilhar as responsabilidades.

  • Preconceito

Infelizmente ainda existem preconceitos. Muito já se andou nesse tema, mas ainda acontece. Existem posições onde a mulher precisa impor sua autoridade para ser respeitada. Como exemplo disso quando ela ocupa uma posição de liderança sobre um grupo masculino. Contudo, esse cenário vem se diluindo.

Portanto, a busca por especialização, treinamento, enfim, tudo que pode auxiliar no bom desempenho como empreendedora, certamente será um ganho tanto para o  negócio como para a própria autoestima .

 

Dicas importantes para quem quer empreender:

1.      Estude o mercado

Fundamental. Antes de tudo, estude bem o mercado onde quer entrar. Caso já saiba em qual setor quer empreender, o próximo passo é conhecê-lo bem. Entenda as demandas, para que possa oferecer solução. Mas também procure conhecer as maiores dificuldades da área onde vai atuar.  E caso ainda não escolheu onde quer atuar, busque informações sobre o que pode lhe dar mais retorno, considerando inclusive seu perfil empreendedor e suas habilidades.

2.      Planejamento

Após o tipo de negócio escolhido e o mercado já previamente estudado, faça um plano de negócios. Planejamento é chave para o sucesso. Sem ele os riscos são bem maiores.

O SEBRAE pode lhe orientar sobre como fazer um bom Plano de Negócios. Nesse plano, tudo será levado em conta: recursos financeiros, prazos, tipo de negócio, publico alvo, enfim, tudo que for necessário para empreender com segurança.

3.      Treinamento e Capacitação

Eis um passo importante e, por vezes, subestimado. Seja qual for seu segmento empresarial, quanto mais você se capacitar melhor. Tanto a capacitação técnica quanto a de gestão. São fatores fundamentais. Mesmo que seu negócio seja pequeno, até mesmo micro, sempre há o que se especializar. Por exemplo: se você quer colocar um carrinho de pipoca na sua rua, ainda assim, estude como fazer uma boa pipoca, como economizar matéria prima, como aplicar seu capital para gerar mais lucro, enfim, independente do tamanho do negócio, treinamento e capacitação são imprescindíveis.

4.      Capital Inicial

Se você não tem o capital para iniciar seu negócio e vai precisar buscar recursos para investir, então busque uma linha de crédito compatível com seus ganhos. Pesquise as instituições que podem lhe oferecer financiamento com melhores condições de pagamento. Nessa etapa é recomendável buscar uma assessoria ou , ao menos, um aconselhamento profissional.

5.      Divulgação

Todo negócio, seja novo ou antigo, precisa ser divulgado. O que não é visto  não é notado, não é mesmo? Portanto, pense em como vai divulgar. Hoje podemos contar com as facilidades do marketing digital. Então, se coloque nas redes sociais. Use a internet para divulgar seu negócio e também fazer conexões empresariais que lhe serão úteis. Mais uma vez vale lembrar que não importa o tamanho do negócio, a divulgação, o marketing, é fundamental.

6.  Assessoria Profissional 

Para formalizar seu negócio muitos passos precisam ser cumpridos. Desde o registro do CNPJ, elaboração do contrato social até a  escolha do formato tributário da sua empresa. Sendo assim, busque uma assessoria contábil que lhe atenderá em todos essas etapas.

 

“O grande segredo da vida é que não há nenhum grande segredo. Seja qual for o seu objetivo, você pode chegar lá se estiver disposto a trabalhar.”  (Oprah Winfrey, apresentadora norte-americana, seu programa “The Oprah Winfrey Show”)

“Alguns fracassos são inevitáveis. É impossível viver sem fracassar em alguma coisa, a não ser que você viva tomando tanto cuidado com tudo que você simplesmente não viva.”(J. K. Rowling, escritora britânica conhecida pela série de livros “Harry Potter”)

 

 

 

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    tipos de notas fiscais

    Tipos de notas fiscais do Brasil

    Toda empresa,que preste serviços ou realize venda de mercadorias, deve emitir nota fiscal desses serviços ou produtos vendidos. E para emitir essa comprovação, existem vários