Rastreabilidade: O que é e qual sua importância

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp

Estamos vivendo tempos onde a informação se tornou uma ferramenta básica.   A necessidade de segurança, em todos os sentidos, cresce cada vez mais.  Em função da descentralização de processos, da prática cada vez maior  da terceirização de serviços e etapas, as empresas de diversos segmentos precisam adotar tecnologias que possibilitem a rastreabilidade.  O consumidor, seja de produto ou serviço, está mais consciente e consequentemente bem mais exigente.

Sabe quando compramos um produto pela internet e podemos acompanha-lo até chegar em nossas mãos, ou seja, rastreá-lo? Pois essa é apenas uma das funcionalidades de a rastreabilidade nos permite. Mas ainda tem mais.

Sabemos que muita gente tem dúvidas sobre o que significa rastreabilidade e por que ela é importante. Por isso, nesse artigo vamos falar um pouco a respeito para lhe auxiliar a compreender.

O que é rastreabilidade?

Segundo informações que constam na Wikipédia, a rastreabilidade é um conceito que surgiu pela necessidade  de localizar um produto numa cadeia logística,  ou seja, a capacidade de se traçar um caminho para se encontrar algo. E ainda, que a etimologia da palavra vem do verbo “rastrear”, ou  seja, seguir a pista de, investigar, e pelo substantivo feminino “habilidade”, ou , qualidade hábil.

Em outras palavras, a rastreabilidade é a capacidade de identificar matérias-primas, , materiais ou componentes de determinado produto ou serviço nas etapas do processo ( recepção, produção, transformação e distribuição). É também a possibilidade de garantir a segurança da origem de um produto bem como que ele chegue ao seu destino final.

Qual a sua importância?

A rastreabilidade se tornou praticamente um sistema obrigatório e , inclusive, para algumas indústrias já configura uma exigência prevista em Lei, tanto quanto por exemplo,  todas as demais obrigações fiscais e contábeis . Assim também como se torna uma grande aliada ao sistema de gestão de alta qualidade  e planos de segurança precisos

Estabelecer um sistema de rastreabilidade eficiente garante controle completo sobre a grande complexidade de informações e dados dentro de um processo produtivo. A esses processos estão ligadas diversas demandas, tais como, documentação, recursos, legislação, exigências de mercado e consumo.

Para ressaltar a importância da rastreabilidade, vamos relacionar algumas vantagens do sistema de rastreabilidade.

  • Identificação dos processos

Facilita  o mapeamento dos processos por onde passam todas as etapas produtivas da empresa, desde a aquisição da matéria prima até a entrega ao consumidor final. Vale lembrar que, na maioria das vezes, um produto para sair do estado matéria primo até chegar ao consumidor ou cliente final, passará por várias empresas, tais como as de coleta de material, produção, comercialização e transporte. E cada empresa responsável por cada parte do processo precisa implementar o sistema de rastreabilidade e o produto final terá em si o recurso onde estará registrado todo o caminho percorrido.

 

  • Otimização de custos 

A rastreabilidade permite uma ação orientada, tornando os processos mais eficazes, ou seja, maior produtividade com custos mais baixos, uma vez que depois de mapeado pode-se diagnosticar com mais facilidade qualquer problema que surja para emperrar o fluxo, identificar e eliminar os gargalos que drenam a eficiência de qualquer indústria.

 

  • Melhora da qualidade 

Uma vez um processo mapeado, etapas bem identificadas, custos otimizados tudo flui para uma prestação de serviços ou fornecimento de produtos de muito melhor qualidade e com valores mais acessíveis. Esse é o caminho certo para se agradar a clientela e consequentemente atingir a sonhada fidelização espontânea ou orgânica, que ilustra bem o final ideal de uma cadeia produtiva.

 

Como operacionalizar a rastreabilidade

De acordo com a  GS1 , uma associação internacional sem fins lucrativos , o  processo  é composto de 5 etapas  :

  1. Planear e organizar;
  2. Alinhar dados mestre;
  3. Registar dados;
  4. Requerer rastreabilidade;
  5. Usar informação.

A sua aplicação baseia-se no cumprimento de determinadas funcionalidades entre diversos parceiros ao longo da cadeia de abastecimento e com o fim último de garantir a disponibilidade de informação, para eventuais necessidades do último elo da cadeia, o consumidor final.

 

Identificação não é Rastreabilidade. Não deve confundi-los  com Identificação de produtos/animais. A identificação é um meio para conseguir a rastreabilidade, mas não é o único investimento a realizar ao implantar um bom sistema de rastreabilidade.

Todos os sistemas de rastreabilidade devem ter os seguintes módulos ou componentes essenciais:

  • Identificação.
  • Central.
  • Distribuído em planta ou de atualização.
  • Consulta e administração.
  • Publicação

 

Segundo Eckschmidt (2009), o sistema de rastreabilidade reúne os seguintes participantes: Agentes reguladores, Agentes facilitadores, Agentes Certificadores, Cadeia produtiva e Consumidor.

 

Depois de definida sua rastreabilidade realize testes e verifique se a mesma é eficaz ou se há necessidade de melhorias.  Assim sua empresa estará preparada cumprir a exigências e com sistema de gestão seguro.

Esperamos que esse artigo tenha elucidado boa parte do tema Rastreabilidade, uma vez que ele é bem complexo.

Aproveite e navegue pelo nosso site e usufrua de muitas outras informações úteis.

Deixe seu comentário e nos diga o que mais quer ver por aqui.

Quer abrir uma empresa ou Trocar de contador? Deixe seu contato, te mostraremos o melhor em tecnologia contábil.

    tipos de notas fiscais

    Tipos de notas fiscais do Brasil

    Toda empresa,que preste serviços ou realize venda de mercadorias, deve emitir nota fiscal desses serviços ou produtos vendidos. E para emitir essa comprovação, existem vários